Crime

Cadela enterrada viva numa praia do Havai pelo dono

Animal foi encontrado por uma voluntária de uma associação PAWS of Hawaii. Apresentava queimaduras solares e tinha perdido 90% da pele
Bichos
Cadela enterrada viva em praia do Havai

Uma cadela juvenil foi encontrada enterrada vida na praia de O’ahu, no Havai, na semana passada, por uma voluntária da associação PAWS of Hawaii.  De acordo com um texto publicado na página de Facebook, o animal estava inchado, apresentava queimaduras solares e tinha perdido 90% da pele. Ao seu lado, encontrava-se uma faca de mato.

 

 

À KITV4, Ku’ulei Durand, director executivo daquela associação, tudo indica que o crime terá sido praticado pelo dono que, “em vez de procurar a ajuda de que ela precisava”, decidiu terminar com o seu sofrimento desta forma.

 

 

Kelly Dowdall-Garberson, o médico veterinário que primeiro tratou Leialoha (que em havaiano significa criança adorada), revelou que ela apresentava “graves queimaduras solares, lesões e os membros inchados nas suas extremidades, sinal de estar muito desidratada”. O animal tinha também várias feridas abertas infectadas e cortes nas patas dianteiras. “Acreditamos que o homem que a enterrou começou primeiro por cortá-la”, acrescentou Ku’ulei Durand.

 

 

Leialoha encontrou já uma família de acolhimento, mas precisa de muitos cuidados médicos. A PAWS of Hawaii lançou uma recolha de fundos para ajudar a suportar as despesas necessárias à sua recuperação, que permitiu já angariar 8000 dólares americanos (cerca de 700 euros). Depois de totalmente curada, o que nunca acontecerá antes de seis meses, será dada para adopção.