Alerta

Desinformação sobre vacinas coloca em risco a vida dos animais

Médico veterinário canadiano diz que há cada vez mais pessoas a não imunizarem os seus animais devido a informações falsas que lêem na Internet
Bichos
Cada vez menos donos vacinam os seus animais de estimação
Cada vez menos donos vacinam os seus animais de estimação
Na semana passada, houve um surto de parvovirose em Vancouver associado à não vacinação dos animais (foto: skeeze/Pixabay)

Um médico veterinário da província canadiana Colúmbia Britânica revelou à Radio Canada que um número crescente de pessoas não vacina os seus animais de estimação por causa de informações falsas que lêem na Internet.

 

Marco Veenis, presidente da Sociedade de Médicos Veterinários daquela província, diz que o problema se tem vindo a agravar de há 10 anos a esta parte: “Alguns proprietários têm receio de que os seus animais sejam vacinados em excesso ou que as vacinas tenham efeitos secundários”. Como, por exemplo, causar doenças semelhantes ao autismo nos cães e cancro nos gatos.

 

De acordo com o mesmo especialista, na Internet existe muita informação fidedigna sobre vacinas, mas também muitas notícias erradas.

 

Na semana passada, a Sociedade para a Prevenção da Crueldade contra os Animais (SPCA) de Vancouver esteve a braços com seis casos de parvovirose, uma infecção que afecta sobretudo cachorros e que pode provocar a morte, mesmo quando tratada a tempo. Até ao momento, só dois dos animais conseguiram sobreviver.

 

Marco Veenis disse à mesma rádio que o surto está directamente ligado à desinformação em torno da vacina contra a doença, esperando que os donos percebam o como é importante imunizarem os seus animais de estimação.

 

“Pratico há mais de 30 anos, e tenho assistido a vários focos de doenças infeciosas. Nunca terminam bem para os animais de estimação”, acrescentou o médico veterinário, em declarações à CBC News.