Nascimentos

Zoo de Lisboa apresenta três novas crias de leão-africano

Os dois machos e uma fêmea, de sete meses de idade, juntam-se aos outros sete já existentes no parque. Espécie está em acentuado declínio no habitat natural
Bichos
Nasceram três crias de leão-africano no zoo de Lisboa
Nasceram três crias de leão-africano no zoo de Lisboa
Os dois machos e a fêmea têm sete meses de idade (foto: Carlos Nunes/Jardim Zoológico de Lisboa)
Zoo de Lisboa tem três novas crias de leão-africano
O leão-africano é o maior carnívoro de África e está em declínio no habitat natural (foto: Carlos Nunes/Jardim Zoológico de Lisboa)
Nasceram três crias de leão-africano no zoo de Lisboa
As novas crias vão ser apresentadas aos visitantes esta quarta-feira (foto: Carlos Nunes/Jardim Zoológico de Lisboa)
Zoo de Lisboa tem três novas crias de leão-africnao
As crias são amamentadas até aos dois anos de idade (foto: Carlos Nunes/Jardim Zoológico de Lisboa)

A partir desta quarta-feira, os visitantes do Jardim Zoológico de Lisboa vão poder conhecer as novas três crias de leão-africano (Panthera leo). Os dois machos e uma fêmea, actualmente com sete meses de idade, aumentam para 10 o número de exemplares desta espécie existente no parque lisboeta.

 

O leão-africano é o maior carnívoro do continente. As crias são amamentadas pela mãe até aos dois anos de idade. Durante esse período, aprendem, observando o grupo e através de brincadeiras, a caçar, a camuflar-se e a respeitar a hierarquia.

 

O macho é maior e mais pesado do que a fêmea e exibe uma extensa juba que se começa a evidenciar a partir dos três anos de idade. Ambos os sexos exibem um tufo de pêlos na ponta da cauda, que utilizam na comunicação entre o grupo, além de expressões corporais e vocalizações que resultam em sonantes rugidos.

 

Classificada como vulnerável pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, sigla em inglês), a espécie encontra-se em acentuado declínio no habitat natural, devido à caça ilegal para a obtenção de troféus, à fragmentação do habitat e à perseguição e caça levada a cabo por populações locais.

 

A partir desta quarta-feira, e até ao dia 10 deste mês, no âmbito da Semana do Ambiente no Jardim Zoológico de Lisboa, o dia começa às 10.15 horas com uma conversa com um biólogo junto às novas crias de leão-africano. Ao longo da semana, o zoo proporciona um conjunto de actividades para a família, que podem ser consultadas em www.zoo.pt

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.