Crime

Mulher detida em aeroporto espanhol por viajar com animais mortos

Na mala transportava os cadáveres de quatro porcos-espinhos e de um pangolim. Mulher de 35 anos de idade tinha acabado de aterrar vinda de Casablanca
Bichos
O pangolim é o mamífero selvagem mais traficado do mundo
O pangolim é o mamífero selvagem mais traficado do mundo
O pangolim é o mamífero selvagem mais traficado no mundo, estando em risco de extinção (foto: David Brossard/WikiCommons)

Uma mulher de 35 anos de idade foi detida no aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas por transportar na mala cinco animais mortos, um dos quais pertencente a uma espécie protegida. De acordo com o jornal El Faro de Ceuta, a mulher tinha chegado de Casablanca (Marrocos) com os cadáveres de quatro porcos-espinhos e um pangolim. Este último, como o jornal Os Bichos já noticiou, é o mamífero terrestre mais traficado do mundo.

 

De acordo com o comando da Guardia Civil, a mulher, natural da Guiné Equatorial, foi detida durante um controlo aleatório de bagagens no terminal T4, na semana passada. Quando lhe perguntaram se tinha algo a declarar, respondeu negativamente. No entanto, ao passarem a sua bagagem pelo equipamento raio-X, os agentes notaram algo estranho, que se assemelhavam a animais.

 

Ao abrirem a mala, encontraram os corpos de cinco animais escondidos no meio da roupa da mulher, que não tinha qualquer documentação sobre os mesmos. Fontes contactadas pela agência de notícias Efe, a mulher, que reside em Torrejón de Ardoz, teria como objectivo cozinhar e comer o pangolim. Embora esta espécie esteja em perigo de extinção, a sua carne é muito apreciada em alguns países.

 

Os cadáveres foram confiscados e, em princípio, serão queimados, dado o seu avançado estado de decomposição. A mulher foi posta em liberdade, mas está acusada do crime de tráfico de espécies protegidas.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.