Polémica

Austrália investiga veracidade de vídeo que denuncia maus-tratos a ovelhas em navio

Há suspeita de que activistas da causa animal tenham pagado a trabalhador que denunciou o caso, para que este maltratasse as ovelhas
Bichos
Governo australiano investiga veracidade de vídeo que denuncia maus-tratos a ovelhas
Governo australiano investiga veracidade de vídeo que denuncia maus-tratos a ovelhas
Na sequência das denúncias, foi temporariamente suspenso o transporte de animais vivos para o Médio Oriente (foto: Coloeur/Pixabay)

O ministro australiano da Agricultura ordenou esta segunda-feira a abertura de um inquérito ao modo como foram captadas imagens que mostram ovelhas mortas ou moribundas a bordo de um navio que as iria transportar para o Médio Oriente.

 

Há suspeitas de que os activistas da causa animal tenham pagado ao trabalhador do Awassi Express que denunciou o caso, para que este sujeitasse as ovelhas a verdadeiros maus-tratos enquanto era filmado.

 

As imagens terão sido gravadas entre Maio e Outubro de 2017 e tornadas públicas em April do ano passado pela associação Animals Australia.

 

Dada a gravidade das denúncias, foram introduzidas diversas alterações à lei do comércio e decretada uma suspensão temporária do transporte de animais vivos para o Médio Oriente.

 

«Se os animais foram deliberadamente maltratados nem que tenha sido apenas uma imagem, os responsáveis por isso devem se levados à justiça», sublinhou o ministro da Agricultura, David Littleproud, citado pela SBS.

 

«Precisamos de garantir que todo o tipo de crueldade contra os animais é erradicado, independentemente da motivação que está por detrás», acrescentou.

 

A Animals Australia já feito a público defender o denunciante, sustentando que ele tinha obtido evidências claras dos maus-tratos, que foram corroboradas por outros trabalhadores do Awassi Express.

 

Em comunicado, segundo a ABC, a associação recordou que o Comité do Parlamento reconheceu recentemente a necessidade de compensar e proteger os denunciantes. A associação defende o fim do transporte de animais vivos para o Médio Oriente.

 

Na semana passada, a presidente da Federação Nacional de Agricultores, Fiona Simson, mostrou-se preocupada com as suspeitas.

 

«Quando uma recompensa em dinheiro é oferecida, pode funcionar como um incentivo para deturpar ou fabricar situações em que os animais estão mesmo a sofrer», afirmou.