Crime

18 cães de raça potencialmente perigosa abandonados em parque infantil

Animais terão sido deixados durante a madrugada de segunda-feira num recinto vedado em Sevilha. Não têm microchip e estão bem de saúde
Bichos
Cães de raça potencialmente perigosa abandonados em Sevilha
Cães de raça potencialmente perigosa abandonados em Sevilha
Os cães abandonados são um cruzamento das raças American Stafford e Dogue Canário (foto: Myriams Foto/Pixabay)

Dezoito cães de raça potencialmente perigosa foram abandonados num parque infantil em Sevilha, Espanha.

 

O crime terá ocorrido entre as quatro e as sete da manhã desta segunda-feira, segundo alguns utentes do recinto, que é vedado, e que esteve temporariamente encerrado como medida de precaução.

 

A Polícia Local abriu, entretanto, uma investigação para saber quem ali deixou os animais, que não têm microchip.

 

Os cães são cruzados de duas raças consideradas potencialmente perigosas em Espanha: o American Stafford e o Dogue Canário. Foram retirados do recinto por agentes do Serviço de Protecção da Natureza da Guardia Civil e funcionários do Centro Municipal Zoosanitário de Sevilha.

 

Aqui, foram vistos por um médico veterinário, que comprovou que os animais não apresentavam lesões e se encontravam aparentemente bem.

 

De acordo com o jornal ABC de Sevilla, algumas pessoas ligadas a associações de protecção animal ofereceram-se para ficar com eles. Queriam, desta forma, evitar que os animais fossem para os canis municipais.

 

Fontes ouvidas pelo mesmo jornal acreditam que o dono dos cães não queria que eles sofressem maus-tratos. Por isso, tê-los-á abandonado num local vedado, e não numa estrada, onde muitas pessoas passeiam as suas mascotes logo pela manhã.

 

 

Abandono “especialmente grave”

Juan Carlos Cabrera, delegado de Segurança, classificou este abandono como “especialmente grave”. “Primeiro, porque comprometia a integridade das pessoas, especialmente dos menores, uma vez que se trata de um parque infantil. Segundo, pela quantidade de cães e pelo tipo de raça. E terceiro, porque o abandono animal é por si desprezível”.

 

O mesmo responsável recorda que a detenção de animais de raças potencialmente perigosas obriga a uma licença que exige uma série de requisitos, um dos quais é ter mais de 18 anos.

 

Caso o proprietário dos cães não seja identificado, os animais serão dados para adopção.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.