Crime

Papagaio torturado até a morte por concorrente do Masterchef turco

Animal foi socorrido, mas acabou por morrer três dias depois. Agressor foi condenado ao pagamento de uma multa e a internamento psiquiátrico compulsivo
Bichos
Papagaio-cinzento foi torturado por ex-concorrente do Masterchef turco

Um concorrente do programa Masterchef turco foi internado compulsivamente depois de ter torturado o seu papagaio de estimação. Apesar de socorrido, o animal acabou por morrer.

 

Murat Ozdemir tinha sido desclassificado do Masterchef por causa do seu comportamento instável, segundo o jornal Ahval News.

 

A imprensa turca refere que ele tinha já um largo cadastro criminal, devido ao uso de estupefacientes e a episódios de violência doméstica.

 

No dia 17 de Dezembro, publicou na sua página do Instagram um vídeo em que aparece a torturar o seu papagaio, Bahtiyar.

 

Nas imagens vê-se o animal com as patas atadas enquanto Murat Ozdemir, de 43 anos de idade, lhe aperta o pescoço.

 

Assim que o vídeo foi tornado público, centenas de pessoas criticaram-no na sua página do Instagram. Um grupo de activistas dos direitos dos animais chegou a manifestar-se em frente a sua casa.

 

Ainda de acordo com o Ahyal News, alguns jornalistas e figuras públicas deslocaram-se a sua casa, no bairro de Besiktas, em Istambul, numa tentativa de salvar o papagaio.

 

O ex-concorrente do Mastercher acabou por ser detido pela Polícia. O tribunal condenou-o ao pagamento de uma multa de 1000 dólares (cerca de 870 euros) por violação da lei da caça e ordenou que fosse internado num hospital psiquiátrico durante 21 dias.

 

O papagaio foi submetido a uma intervenção cirúrgica dois dias depois das agressões. Tinha uma pata deslocada e danos nos tecidos cerebrais. No entanto, apesar dos esforços dos médicos da Escola de Veterinária da Universidade de Istambul, acabou por morrer no dia seguinte.

 

Bahtiyar era um papagaio cinzento africano, a espécie mais faladora de todas as da família dos papagaios.

 

 

Direitos dos animais

Serhat Ozsoy, professor no Departamento de Doenças de Animais Selvagens, disse ao jornal Daily Sabah que o papagaio estava sob um stress tremendo e muito irritado com os seres humanos.

 

A imprensa local refere que Bahtiyar não era alimentado há muito tempo. A real causa da sua morte só será conhecida após a realização da necrópsia.

 

Murat Ozdemir trabalhou na embaixada turca em Bruxelas e em vários hotéis conceituados na Turquia antes de lançar o seu próprio negócio, que entretanto faliu. Mudou-se depois para Istambul.

 

O caso relançou no debate público a questão dos direitos dos animais na Turquia. Recorde-se que em Outubro, o presidente Recep Tayyip Erdogan pediu penas mais severas para quem tortura e mata animais.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.