Justiça

Condenada a três anos de prisão por ter tocado nos órgãos genitais de um macaco

Egípcia de 20 anos de idade foi filmada pelas amigas a tocar na genitália do animal numa loja em Mançura. Pode recorrer da sentença
Fátima Mariano
Jovem foi filmada a tocar na genitália do macaco
Jovem foi filmada a tocar na genitália do macaco
Jovem diz que tocou no macaco apenas para lhe fazer cócegas

Uma mulher de 20 anos de idade foi condenada esta quinta-feira a uma pena de prisão por um tribunal egípcio por ter “assediado sexualmente” um macaco no norte do país.

 

Basma Ahmed terá que cumprir três anos de prisão por ter cometido um “acto obsceno em público” e ter “incitado à devassidão”, revelou uma fonte judicial ao jornal estatal Ahram Online.

 

A jovem foi presa em Outubro, depois da divulgação de um vídeo em que ela aparece a tocar nos órgãos sexuais de um macaco numa loja de animais na cidade de Mançura. Ao mesmo tempo, Basma Ahmed fazia insinuações de cariz sexual para as pessoas que estavam com ela.

 

O vídeo, com 90 segundos de duração, tornou-se muito popular entre os estudantes das escolas e universidades e nas redes sociais. Gerou uma onda de indignação no país, maioritariamente muçulmano.

 

Na sequência da investigação entretanto iniciada, a Polícia conseguiu identificar a mulher. Basma Ahmed, que vive numa aldeia em Aja, admitiu que uma das suas amigas a filmou enquanto ela tocava na genitália do animal. No entanto, disse que o vídeo foi divulgado na Internet sem o seu conhecimento.

 

No entanto, não aceita a acusação. Garante que não pretendia abusar do macaco, nem cometer um acto indecente. Apenas fazer-lhe cócegas. A jovem pode recorrer da decisão do tribunal.

 

De acordo com fontes judiciais citadas pela imprensa egípcia, não foi a primeira vez que Basma Ahmed tem problemas com a justiça. Anteriormente, tinha já sido acusada duas vezes por actos imorais em público.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.