Território

Conflito entre humanos e animais selvagens agrava-se na Índia

A mais recente vítima foi um menino de três anos decapitado por um leopardo. Expansão urbana faz com que o território ocupado pelos animais seja invadido
Bichos
Ataques de animais selvagens está a aumentar na Índia
Ataques de animais selvagens está a aumentar na Índia
Entre 2013 e 2017, mais de 1600 pessoas foram mortas por animais selvagens na Índia

A invasão do território ocupado por animais selvagens por parte de algumas populações na Índia está a provocar cada vez mais ataques, alguns dos quais fatais.

 

A mais recente vítima foi um menino de três anos de idade, atacado na cozinha de casa por um leopardo e arrastado para a floresta. O ataque ocorreu no nordeste da Índia no início da semana passada. O corpo de Wasim Akram foi encontrado decapitado.

 

Foi a terceira morte em apenas dois meses. Na semana anterior, um monge budista tinha sido morto por um leopardo quando meditava numa floresta protegida, segundo o Express. Em Novembro, o mesmo leopardo tinha já matado um rapaz de oito anos de idade.

 

Este tipo de ataque leva a que as populações e as autoridades organizem verdadeiras caças aos animais. No início de Novembro, foi morta um tigre fêmea suspeita de ter matado 14 pessoas em dois anos no estado de Maharashtra, a poucos quilómetros de Bombaim.

 

Segundo a Radio Télévision Suisse, o animal é suspeito de ter matado pelo menos uma idosa num campo de algodão, dois pastores e algumas crianças. T-1, como era chamada, foi caçada no dia 3 de Novembro, depois de várias tentativas falhadas.

 

Num primeiro momento, foi atingida com dardos tranquilizantes. Mas a fêmeas, que tinha duas crias juvenis, acabou por ser morta a tiro pelo filho de um famoso caçador. A que tudo indica, por T-1 ter rugido e investido contra os caçadores quando estes abriram o jipe onde ela se encontrava.

 

Uns dias antes, habitantes do estado de Uttar Pradesh esmagaram um tigre até à morte com um tractor. O crime ocorreu no interior de uma reserva natural, depois de o animal alegadamente ter molestado um agricultor local.

 

 

Elefantes lideram ataques

«Nenhum tigre se aventuraria a ir tão longe a não ser que um grande número de pessoas estivesse a invadir o seu habitat e ele temesse pela sua vida», disse Pingale Bhanudas Narayan, responsável pela Divisão das Florestas no estado de Maharashtra.

 

Actualmente, o número de tigres em estado selvagem na Índia não deve ultrapassar os 1700. Quanto aos leopardos, estima-se que rondem entre os 12 000 e os 14 000.

 

Este tipo de conflito entre humanos e animais selvagens está a agravar-se na Índia. O crescimento da população urbana neste país faz com que o território ocupado pelos animais esteja a ser cada vez mais invadido.

 

Segundo dados do governo indiano, entre 2013 e 2017, pelo menos 1608 pessoas foram mortas por tigres, leopardos, ursos e elefantes. A maioria das vítimas – cerca de 400 por ano – é atacada por elefantes.

 

Um elevado número de animais perdeu também a vida, devido à construção de estradas, vias férreas ou habitações em locais que funcionavam como corredores que lhes permitiam atravessar de uma reserva para outra.

 

Ainda recentemente, sete elefantes foram mortos depois de um comboio ter colidido com uma manada.

 

A zona norte de Bombaim expandiu-se de tal forma que uma parte da cidade invadiu uma reserva de leopardos. Há o risco de as crianças se aventurarem na floresta e de serem atacadas pelos felinos.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.