Milionários

Animais de estimação que herdaram verdadeiras fortunas

Cães, gatos e até galinhas e chimpanzés ficaram multimilionários após a morte dos donos. Herdaram dinheiro, mas também casas e terrenos e alguns viram as fortunas multiplicarem-se
Fátima Mariano
Mickael Jackson e Bubbles

Ao longo da História, foram vários os animais de estimação que ficaram multimilionários após a morte dos donos. Os cães e os gatos são os mais comuns, mas há também galinhas, caturras e chimpanzés. Deixamos-lhe aqui 10 desses casos:

 

cães e gatos ricos

1 – Os herdeiros do criador de Star Treck

Entre os sortudos estão os vários cães e gatos da viúva do criador de Star Treck, Majel Barrett Roddenbery, que herdaram 2,6 milhões de libras (cerca de 2,8 milhões de euros). A actriz, que morreu aos 76 anos de idade em Dezembro de 2008, deixou também em testamento 662 mil libras (cerca de 736 mil euros) à empregada para que ela ficasse responsável pelos seus animais de estimação.

 

cão de pastor alemão milionário

2 – Gunther III, o cão de pastor alemão

Em 1991, um cão de pastor alemão chamado Gunther III herdou qualquer coisa como 65 milhões de dólares (cerca de 57,5 milhões de euros) após a morte da dona, a condessa Karlotta Liebenstein. Mais rico ainda ficou o seu filho, Gunther IV. Graças ao trabalho da equipa de investidores responsáveis por gerir a fortuna, esta multiplicou-se e atingiu os 375 milhões de dólares (cerca de 331 milhões de euros). O dinheiro permitiu comprar casas nas Baamas, Alemanha, Itália e em Miami (que antes pertencera a Madonna).

 

A galinha rica

3 – Gigoo, a galinha

Esta galinha inglesa ficou multimilionária em 2002 quando herdou 30 milhões de libras (cerca de 33 milhões euros). Gigoo pertencia ao editor americano Miles Blackwell, que morreu aos 56 anos, três semanas depois da mulher. Um ano antes, o casal – que não tinha filhos – emigrara para Inglaterra e dedicara-se à criação de ovelhas e de galinhas. O casal deixou também 30 milhões de libras a um fundo de apoio às artes, à música e aos animais.

 

O gato preto milionário

4 – Blackie, o gato

Blackie era um dos 15 gatos do multimilionário inglês Ben Rea e o único que lhe sobreviveu. Em Maio de 1988, herdou sete milhões de libras (quase oito milhões de euros), tornando-se o gato mais rico do mundo. Este negociante de antiguidades recusou deixar o dinheiro à família. Além de Blackie, um gato preto, foram beneficiários do testamento o jardineiro, o mecânico, o canalizador, um amigo e várias instituições de protecção de gatos.

 

Caturras

5 – As 32 caturras multimilionárias

Em 2015, 32 caturras, o gato Kiki e o cão Frosty herdaram 100 mil dólares (cerca de 110 mil euros) na sequência da morte da dona, a multimilionária Leslie Ann Madel, de 69 anos de idade. O dinheiro ficou a ser gerido pelo enteado, a quem deixou instruções precisas sobre como as aves deveriam ser tratadas. Elas deveriam continuar a viver no aviário da sua mansão, em East Hampton, ou, em alternativa, ser transferidas para um local com as mesmas dimensões e construído com os mesmos materiais. Não deixou quaisquer indicações relativamente ao gato e ao cão.

 

 Mickael Jackson e Bubbles

6 – Bubbles, o chimpanzé de Michael Jackson

O cantor americano deixou a chimpanzé Bubbles uma herança de cerca de dois milhões de euros (cerca de 1,7 milhões de euros). Bubbles foi adoptado pela pop star nos anos de 1980 e era comum vê-los juntos em público. Chegou, inclusive, a participar nos videoclipes Liberian Girl e Leave me Alone. Quando atingiu a puberdade, tornou-se bastante agressivo. Por isso, foi levado para um santuário animal. No entanto, isso não o impediu de herdar uma pequena fortuna quando Michael Jackson morreu no dia 25 de Junho de 2009.

 

 gato preto

7 – Tommaso, o gato

Maria Assunta, a viúva de um editor italiano, deixou a sua fortuna de 10 milhões de euros ao gato Tommaso quando morreu em 2011, aos 94 anos de idade. Tommaso tinha sido resgatado das ruas de Roma quando era bebé. Quando a dona morreu, tinha quatro anos de idade. Herdou apartamentos, casas e terrenos em Roma, Milão e na Calábria. A herança ficou a cargo da sua enfermeira de longa data, que na altura disse aos jornalistas desconhecer que Maria Assunta era tão rica.

 

cocker spaniel

8 – Samantha, a cocker spaniel

Sidney Altman, que morreu em 1996 aos 60 anos, deixou a sua fortuna avaliada em seis milhões de dólares (cerca de 5,3 milhões de euros) a Samantha, a sua cadela de raça cocker spaniel. O animal ficou à guarda da sua namorada de longa data, Marie Dana, que recebia 60 mil dólares (cerca de 53 mil euros) por ano e podia continua a viver na casa do milionário na Califórnia (EUA). Quando Samantha morresse, Marie Dana deixaria de receber o dinheiro e tinha que abandonar a casa. Nessa altura, a habitação seria vendida e o dinheiro doado a duas associações de protecção animal.

 collies

9 – As duas collies que herdaram uma quinta

Tina e Kate são duas cadelas de raça collie que herdaram meio milhão de dólares (cerca de 442 mil euros) e uma quinta com cerca de dois hectares em Bath, Inglaterra, depois da morte da dona, Norah Hardwell, em 2002. As cadelas tinham na altura, respectivamente, 10 e 12 anos de idade. Os animais ficaram ao cuidado do jardineiro. Norah Hardwell, que morreu aos 89 anos, deixou também dinheiro a várias instituições.

 

 poodle

10 – Tobey Rimes, o poodle francês

A milionária nova-iorquina Ella Wendel, que morreu em 1931, deixou uma fortuna de 30 milhões de dólares (cerca de 26,5 milhões de euros) ao seu cão de raça poodle francês. Tobey Rimes dormia numa cama feita de bronze ao lado da cama da dona. A fortuna foi herdada pelos descendentes do cão, todos eles com o mesmo nome.

 

Nota da direcção: à excepção da fotografia de Bubbles e de Michael Jackson, as restantes foram retiradas do banco de imagens Pixabay e não correspondem ao animal sobre o qual o texto fala.

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.