Espanha

Homem mata o cão do patrão com um sacho

Animal, com quatro anos de idade, terá rosnado e mordido ligeiramente o trabalhador num braço. O caso aconteceu numa empresa de pirotecnia
Bichos
Cão morto com um sacho em Espanha
Cão morto com um sacho em Espanha
Quatro pessoas assistiram às agressões que resultaram na morte do animal

Um homem matou com um sacho um dos cães do patrão durante um ataque de raiva. O crime ocorreu na Pirotecnia San Miguel, município de Valsequillo (Espanha), na manhã do dia 3 deste mês, mas só agora foi noticiado pela imprensa.

O cão, de raça braco de weimer e com quatro anos de idade, foi agredido com o sacho, acabando por morrer. A agressão foi presenciada por quatro pessoas, que são testemunhas no processo-crime que, entretanto, foi aberto pela Guardia Civil.

O proprietário da empresa entregou às autoridades policiais um CD com imagens do sistema de videovigilância, que permitem observar parcialmente o sucedido, segundo o jornal La Provincia.

O empresário reclama que lhe seja dada a posse de um cachorro, Desmond, filho do cão assassinado, Iman Vom Fuch Lenven de seu nome.

De acordo com o que foi apurado, o crime ocorreu por volta das 8 horas, quando o cão saiu das instalações principais da fábrica de pirotecnia. Segundo as testemunhas, o animal terá rosnado ao funcionário, que o repreendeu. O cão ter-lhe-á, em seguida, mordido ligeiramente o braço, o que encolerizou o homem.

 

Agressão fatal

Ainda segundo as quatro testemunhas, nesse momento, o suspeito começou a perseguir o animal com uma faca na mão, tendo sido repreendido. Até que pegou num sacho, voltou a perseguir o cão – que começou a fugir -, até o encurralar. Nesse momento, bateu-lhe com o sacho na cabeça, provocando-lhe a morte.

O empresário tinha comprado o cão por 5000 euros. No dia em que este foi assassinado, chegou à fábrica só à tarde, numa altura em que o cadáver já estava rígido. Por isso, decidiu incinerá-lo nos seus terrenos.

À Guardia Civil, disse que o trabalhador «matou não só o seu cão, mais fiel e leal amigo, mas também o melhor companheiro de trabalho que podia ter tido».

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.