Raridade

Nasceu nos Estados Unidos da América a vaca mais pequena do mundo

Chama-se Lil’Bill e nasceu com apenas 4,5 quilos, um décimo do peso normal de um bezerro. Os donos pensaram que tinha alguma deficiência, mas os médicos veterinários garantem que é perfeitamente normal
Bichos
Lil'Bill é a vaca mais pequena do mundo
Lil'Bill é a vaca mais pequena do mundo
Lil’Bill nasceu prematuro no final de Outubro com apenas 4,5 quilos (foto: Universidade Estadual do Mississípi/Facebook)

Chama-se Lil’Bill e é já considerada a vaca mais pequena do mundo. Nasceu no final de Outubro nos Estados Unidos da América com 4,5 quilos, quando o peso normal de um bezerro à nascença oscila entre os 22 e os 36 quilos.

Preocupados com a possibilidade de o animal sofrer de alguma deficiência, os donos levaram-no ao Colégio de Medicina Veterinária da Universidade Estadual do Mississípi. Mas depois da realização de vários exames, os médicos veterinários concluíram que Lil’Bill é perfeitamente normal.

Não excluem, no entanto, a possibilidade de ter nascido um mês antes do tempo, avança o jornal Perth Now. Quando Rebecca Hood levou Lil’Bill à Universidade, ele estava com problemas respiratórios.

«Os donos queriam mesmo que o salvássemos… ele estava mesmo numa situação difícil, com problemas respiratórios», contou a médica veterinária Gretchen Grissett.

 

Bebé prematuro

Os seus ossos ainda não estão completamente desenvolvidos. Por isso, não permitem que ele se mexa muito, para evitar problemas ortopédicos futuros.

«Na maioria das vezes, bezerros que nascem três ou quatro semanas antes do tempo não têm muitas hipóteses de sobrevivência», explicou a mesma especialista, acrescentando que as preocupações que têm são semelhantes às de um bebé prematuro.

No início, Lil’Bill recebeu oxigénio artificialmente, mas os últimos exames revelaram que os seus pulmões estão a desenvolver-se normalmente. Também já lhe foi retirado o tubo de alimentação, bebendo do leite por um biberão.

A fotografia de Lil’Bill foi então divulgada na página de Facebook da Universidade e gerou logo muita curiosidade. Embora não esteja prevista a criação de uma página apenas para ela, os médicos veterinários prometem actualizar as informações sobre a evolução do seu estado.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.