Conservação

Nasceu um mainá-do-bali no Zoo de Lisboa

Esta ave de canto, que existe apenas numa reserva naquela ilha indonésia, está criticamente em perigo de extinção. É a primeira cria da espécie a nascer no zoo
Bichos
O mainá-do-bali é uma ave canora

 

O mainá-do-bali é uma ave canora
Estima-se que na natureza não existam mais do que 50 exemplares desta ave (foto: Jardim Zoológico de Lisboa)

O Jardim Zoológico de Lisboa anunciou o nascimento da primeira cria de mainá-do-bali (Leucopsar rothschildi). Esta espécie, natural daquela ilha indonésia, chegou ao zoo nos anos 80 do século XX. Até agora, no entanto, nenhuma reprodução tinha tido sucesso.

A cria que agora nasceu é filha de um macho oriundo da Dinamarca e de uma fêmea vinda da Alemanha. Um casal trazido para Portugal “depois de ter sido minuciosamente avaliado”, explica Telma Araújo, curadora das aves do Zoo de Lisboa.

O objectivo da avaliação, segundo a mesma responsável, é formar pares que consigam reproduzir-se. As crias serão depois reintroduzidas no seu habitat natural, na Indonésia, para aumentar a população local.

Esta espécie, que existe apenas na Reserva Natural de Barat, está criticamente em perigo de extinção, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, sigla em inglês). As principais ameaças são a desflorestação e, principalmente, a captura ilegal com vista o comércio.

 

Espécie ameaçada

O mainá-do-bali simboliza o estatuto social elevado na Indonésia. A sua plumagem é predominantemente branca (é apenas preta na extremidade das asas e na cauda) e exibe uma crista igualmente branca (ligeiramente maior no macho). A zona em torno dos olhos apresenta um tom azulado.

É uma ave que se alimenta de sementes, frutos e insectos que procura principalmente nas árvores. É uma espécie monogâmica. Os pais alimentam as crias durante mais sete semanas após a saída do ninho. Em geral, apenas uma cria sobrevive em cada postura.

Calcula-se que na natureza existam apenas 50 indivíduos. Nos últimos anos, a população que existe no habitat natural tem vindo a ser mantida graças à introdução de animais nascidos em cativeiro (parques zoológicos, reservas ou santuários).

 

Tráfico de animais

Cerca de 100 instituições na Europa (entre as quais o Jardim Zoológico de Lisboa) abrigam o mainá-do-bali e trabalham em conjunto para a reprodução da espécie, nomeadamente através do projecto Quebrar o Silêncio – Pelas Aves de Canto.

A Indonésia é o país com o maior número de espécies endémicas, sendo conhecida como hotspot de biodiversidade. Só aves, tem cerca de 850 espécies diferentes. Muitas estão altamente ameaçadas de extinção.

Segundo dados da Organização das Nações Unidas e da Interpol, o tráfico de animais selvagens é o quarto negócio ilegal mais lucrativo do mundo. Representa cerca de 223 mil milhões de euros anuais, e as aves são o seu principal alvo.

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.