Comércio

100 baleias enjauladas na Rússia antes de seguirem para a China

Os animais – 11 orcas e 90 baleias-brancas - estarão presos no porto de Nakhodka desde Julho. Autoridades russas vão investigar o caso
Bichos
Baleias enjauladas na Rússia


Mais de 100 baleias foram encontradas enjauladas no porto da cidade russa de Nakhodka. Ao que tudo indica, os animais vão ser exportados para parques e aquários na China.

De acordo com a edição inglesa do jornal Metro, este será o maior número de baleias alguma vez mantido em jaulas temporárias.

No total, a imprensa local acredita que foram capturadas ilegalmente 11 orcas (Artiodactyla) e 90 baleias-brancas (Delphinapterus leucas). Os animais estarão no porto de Nakhodka desde Julho.

Quatro empresas estarão relacionadas com o apresamento dos animais. Poderão contornar a lei internacional – que proíbe a captura e venda de baleias selvagens – alegando que elas vão ser «alugadas» a outros países, refere a revista Forbes.

 

Baleias bebés

As imagens destas jaulas foram recolhidas por Masha Netrebenko e divulgadas no Facebook. No vídeo, é possível ver uma das baleias a ser retirada do mar e colocada num tanque em terra. Tendo em conta o tamanho das jaulas, acredita-se que se tratam de baleias bebés ou juvenis.

O núcleo russo do Greenpeace já afirmou que manter os animais naquelas condições é «tortura». Capturar um número tão elevado de exemplares ameaça as populações locais.

Na vizinha região de Kamchatka, o número de orcas diminuiu drasticamente, o que levou a que a espécie tenha sido classificada como estando em risco.

As empresas terão autorização para capturar anualmente 13 orcas para fins científicos e educacionais, mas apenas os adultos. As autoridades locais irão investigar se estes animais terão mesmo esse fim.

 

Comércio proibido

Segundo o jornal Metro, entre 2012 e 2015, estas quatro empresas terão vendido sete orcas para a China por um milhão de dólares (cerca de 900 mil euros).

No início deste ano, o ministro do Interior lançou uma investigação sobre a alegada fraude na captura destes sete animais.

Em 1982, a Comissão Internacional da Baleia aprovou uma moratória sobre o comércio destes animais, à qual se opõem a Rússia e o Japão.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.