Insólito

Fotografado no Equador aracnídeo com “focinho de cão”

Trata-se de um animal da espécie Metagryne bicolumnata, que existe há mais de 400 milhões de anos. Foi identificada em 1959 pelo alemão Carl Friedrich Roewer
Bichos
Fotografado aracnídeo no Equador

Bunny Harvestman preparing for a new day
Um aracnídeo com «focinho de cão» foi fotografado numa floresta do Equador por um cientista alemão. Embora tiradas no dia 11 de Julho de 2017 por Andreas Kay, as imagens só foram difundidas este mês pelo escritor americano Ferris Jabr na sua conta no Twitter. Até esta quarta-feira, a publicação tinha sido partilhada mais de 1800 vezes.

O animal com «focinho de cão» pertence à espécie Metagryne bicolumnata, um artrópode da classe dos aracnídeos, mas que não é uma aranha. Popularmente, é conhecido por Bunny Harvestman e é absolutamente inofensivo.

Tem o corpo preto, as orelhas pontiagudas, vários pontos amarelos, principalmente nas costas, e oito patas, como as aranhas. Dois dos pontos amarelos localizam-se no focinho, sendo confundidos com os olhos.

Esta espécie existe há mais de 400 milhões de anos, sendo muito anterior aos dinossáurios. Foi descrita pela primeira vez em 1959 pelo especialista alemão em aracnídeos Carl Friedrich Roewer e deixou a comunidade científica extasiada.

Embora não haja uma explicação para a forma da sua cabeça, uma possível resposta é que esta sua aparência acabe por afastar os predadores.

O Equador é um dos 17 países com a maior biodiversidade do mundo. Aqui, estão identificadas mais de 1660 espécies de aves, 4000 espécies de borboletas, mais de 500 anfíbios, além da flora.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.