Filipinas

Cadela que nasceu sem as patas traseiras aprendeu a andar com as dianteiras

“Putol” tem seis anos de idade e passeia com o dono pelas ruas da cidade de Quezon, nas Filipinas, sem qualquer dificuldade
Bichos
Cadela nasceu sem as patas traseiras


Devido a uma deficiência congénita, Putol nasceu sem as patas traseiras. Nos primeiros tempos de vida, esta cadela rafeira, actualmente com seis anos de idade, não conseguia sequer andar. Por causa do seu problema físico, ninguém a queria comprar, pois julgavam que morreria cedo. No entanto, graças a um bom samaritano, hoje, vive feliz na cidade filipina de Quezon.

Danilo Codilego Jr conheceu Putol há cerca de seis anos, quando um colega da padaria onde trabalhava levou quatro cachorros para vender por cinco mil pesos (cerca de 130 euros) cada. “«Ninguém a quis comprar. Pensavam que não viveria muito tempo. Fui o único que tive coragem para ficar com ela», contou à Europa Press.

Com muita paciência e carinho, ao fim de dois anos, a cadela já conseguia equilibrar-se nas patas dianteiras e fazer uma vida mais ou menos normal. Actualmente, Putol (cujo nome significa decepada em filipino) já corre e explora as ruas da cidade como qualquer cão.

De acordo com a Europa Press, o animal estabeleceu um vínculo muito forte com o dono, que actualmente é camionista. De tal forma que é extremamente protectora em relação a ele, como se fosse um cão de guarda. «Ela ladra sempre que um estranho se aproxima», referiu Danilo Codilego Jr ao Daily Mail. «Também fica com ciúmes se eu der atenção a outro cão. Caso contrário, é muito meiga e muito querida na vizinhança».

Devido à sua profissão, Danilo fica largas temporadas fora de casa. Nessas alturas, são os vizinhos quem tomam conta dela. «Ela não é esquisita. Gosta da nossa comida», explicou o camionista.

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.