Fiscalização

Polícia madrilena vai controlar os cães que circulam na via pública

Polícia estará especialmente atenta aos cães de raças potencialmente perigosas, que deverão circular com açaimo e ter seguro de responsabilidade civil
Bichos
Polícia madrilena vai controlar cães que circulem na via pública
Polícia madrilena vai controlar cães que circulem na via pública
No ano passado, o município de San Sebastián de los Reys passou mais de 300 multas a donos de cães (foto: Pixabay)

A Polícia Local de San Sebastián de los Reys (Sense), município da comunidade de Madrid, lançou esta quarta-feira uma campanha de controlo dos cães que circulam na via pública.

De acordo com a imprensa espanhola, os agentes estão munidos de um leitor de microchip para confirmar que o animal está identificado electronicamente, e examinarão também o boletim sanitário. Outras das preocupações será confirmar que os donos recolhem os dejectos dos seus animais.

Os polícias da Unidade de Meio Ambiente estarão especialmente atentos aos cães de raça potencialmente perigosa que andem sem açaimo ou cujo proprietário não tenha a licença necessária, nem o seguro de responsabilidade civil, obrigatório nestes casos, à semelhança do que acontece em Portugal.

Segundo a portaria municipal, quem estiver em infracção poderá pagar uma multa que oscila entre os 60 e os três mil euros, dependendo da gravidade do caso, explica o sítio da Internet Madrid Norte 24 Horas.

 

Polícia atenta

No ano passado, o município de San Sebastián de los Reys passou mais de 300 multas, devido às mais diversas infracções à portaria. Em Novembro e Dezembro, a Polícia Local de Sense realizou uma campanha semelhante à actual.

Quatro agentes patrulharam, 24 horas por dia, todas as localidades do município, segundo o jornal Vanguardia. Além de verificarem se os cães circulavam de acordo com as regras impostas pela lei, os polícias deslocaram-se também às zonas onde existiam denúncias de animais que passavam muito tempo nos terraços, varandas, telhados ou pátios interiores. De acordo com o mesmo jornal, estas são as queixas mais frequentes apresentadas nas autoridades policiais.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.