Efeméride

Hoje, é o Dia Mundial do Polvo. Sabia que o sangue deste animal é azul?

Apesar de ser um dos animais mais antigos do mundo, muitas das suas características são desconhecidas. Neste artigo, apresentamos-lhe 10 curiosidades sobre o polvo
Bichos
Hoje, é o Dia Mundial do Polvo
Hoje, é o Dia Mundial do Polvo
Os polvos machos morrem pouco tempo depois de acasalarem (foto: Diana Quintela/Arquivo Os Bichos)

Hoje, é o Dia Mundial do Polvo. A data pretende celebrar um dos animais mais antigos do mundo (foram encontrados fósseis de data anterior à época dos dinossauros) e cuja inteligência não tem sido valorizada. Sabia que o polvo tem cerca de 500 milhões de neurónios divididos entre o cérebro e os braços? E que pode mudar de cor e de forma? E que o seu sangue é azul?

 

Neste artigo, o jornal Os Bichos apresenta-lhe 10 curiosidades acerca deste que é um animal ainda desconhecido para muitas pessoas:

1 – O fóssil mais antigo de um polvo tem cerca de 296 milhões de anos, o que significa que este animal existia antes da época dos dinossauros. O fóssil pertence a uma espécie chamada Pohlsepia e encontra-se no Field Museum, em Chicago (EUA).

 

2 – Existem cerca de 300 espécies de polvo em todo o mundo. A maior é o polvo-gigante-do-Pacífico (Enteroctopus dofleini), que pode ser encontrado desde a costa americana do Pacífico até ao Japão. Pode medir até quase cinco metros e pesar cerca de 270 quilos. O mais pequeno é o polvo pigmeu-star-sucker (Octopus wolfi), que mede menos de 2,5 centímetros e pesa menos de um grama. Pode ser encontrado em águas pouco profundas do Pacífico ocidental.

 

3 – Tem três corações: um bombeia o sangue através dos seus órgãos; os outros dois, através das suas guelras. Quando o polvo nada, o coração responsável por levar o sangue aos seus órgãos pára de trabalhar, o que o deixa cansado. Talvez esta seja a razão pela qual prefere caminhar.

 

4 – Cada braço tem o seu próprio cérebro. O polvo tem cerca de 500 milhões de neurónios, sendo que apenas um terço se situa na cabeça. O que significa que os braços podem estar ocupados com uma tarefa e a cabeça com outra. Se deceparmos um braço, ele continua a ter sensações. Um novo nascerá, entretanto.

Hoje, é o Dia Mundial do Polvo
Existem cerca de 300 espécies de polvo em todo o mundo (foto: Sharon Ang/Pixabay)

5 –  O sangue do polvo é azul, devido a uma proteína à base de cobre chamada hemocianina. Esta substância é mais eficaz no transporte do oxigénio quando a temperatura da água é baixa do que a hemoglobina (que existe no sangue humano, por exemplo). Consequentemente, trata-se de um animal muito sensível ao grau de acidez da água.

 

6 – À semelhança do camaleão, também o polvo pode mudar de cor para se camuflar. Pode assumir as cores azul, cinzenta, rosa, castanha ou verde. O polvo-mímico (Thaumoctopus mimicus), tal como o nome indica, pode imitar outros animais marinhos (assumindo a sua forma), como a serpente-do-mar (Ophiuroidea), o peixe-leão (Pterois) e os chamados peixes-chato (linguados e solhas).

 

7 – A tinta que liberta não é só uma arma de defesa, mas também de ataque. Contém uma sustância chamada tirosinase, que quando pulverizada nos olhos do inimigo causa irritação. A substância é de tal forma potente que pode matar o próprio polvo, caso ele não se afaste rapidamente.

 

8 – O tempo de vida deste animal pode ser de 1 a 5 anos. Os machos morrem pouco tempo depois do acasalamento; as fêmeas, depois de os ovos eclodirem.

 

9 – O polvo é carnívoro. A sua dieta é maioritariamente composta por caranguejos, camarões e moluscos. Para conseguir comer, o polvo desmembra as suas presas ou faz um furo na concha para sugar a parte interna.

 

10 – Constrói jardins, tanto em cativeiro, como no seu habitat natural. Já foram observados na natureza a viajarem pelo oceano à procura de objectos brilhantes, que depois guardam num local como se fosse um jardim.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.