Ciência

Universidade californiana confirmou morte por negligência de seis animais de laboratório

Instituição admitiu que as mortes resultaram de procedimentos cirúrgicos falhados, falta de cuidados médico-veterinários e manipulação por parte de pessoal não qualificado
Bichos
laboratório
laboratório
Quatro coelhos, uma ovelha e um porco morreram durante várias experiências realizadas na Universidade da Califórnia Irvine

A UC Irvine (Universidade da Califórnia Irvine), nos EUA, admitiu que seis animais de laboratório morreram devido a negligência. Um grupo que monitoriza as unidades de investigação americanas defendeu, esta terça-feira, que a instituição deve ser multada.

De acordo com Michael Budkie, co-fundador da organização Stop Animal Explotation Now, a universidade confirmou, em correspondência enviada a uma agência federal que financia a investigação e em documentos internos, que quatro coelhos, uma ovelha e um porco morreram na sequência de procedimentos cirúrgicos falhados, falta de cuidados médico-veterinários e manipulação por parte de pessoal não qualificado.

O jornal The Orange County Register adianta que a associação apresentou uma queixa no Departamento de Agricultura, alegando a violação de vários regulamentos federais, e solicitando a abertura de uma investigação ao caso. Além disso, a Stop Animal Explotation Now pede que a universidade seja sujeita a uma multa de 10 mil dólares (cerca de 8 500 euros) por cada infracção e por cada animal morto.

«Como este laboratório documentou os múltiplos falhanços que conduzira às fatalidades, é tempo de as autoridades actuarem», sublinhou Michael Budkie. «Caso contrário, continuarão a morrer animais desnecessariamente e recursos federais continuarão a ser desperdiçados».

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.