Crime

Três homens detidos na Pensilvânia por suspeita da prática de sexo com animais

Alegados abusos de cabras, vacas, éguas e cães duraram cinco anos. Suspeitos têm entre 32 e 41 anos e sobre eles pendem mais de mil acusações
Bichos
Sexo
Sexo
Pelo menos nove éguas terão sido violadas pelos homens agora detidos na Pensilvânia (foto: Alexas/Pixabay)

Três homens foram detidos no sábado no estado americano da Pensilvânia por suspeita da prática de sexo com 12 animais. Segundo a imprensa internacional, a polícia acredita que os alegados abusos de ovelhas, vacas, éguas e cães duravam há cerca de cinco anos.

As detenções dos três homens, com idades entre os 32 e os 41 anos, ocorreram após uma busca a uma casa situada numa zona rural de Munson, no condado de Clearfield. De acordo com o jornal Mirror, o procurador distrital Bill Shaw informou os suspeitos de que as mais de mil acusações que pendem sobre eles fazem parte de uma investigação ainda em curso sobre abuso de animais.

Os três homens são acusados de terem mantido relações sexuais com pelo menos nove éguas, uma vaca, uma cabra e cães. Durante a revista à quinta, as autoridades policiais apreenderam diversas armas semi-automáticas.

 

Menor envolvido nas sessões de sexo

Segundo a investigação, na casa estava também um adolescente que seria usado para segurar os animais durante as sessões de sexo. Os suspeitos estão, por isso, também acusados de colocarem em perigo o bem-estar do rapaz e de corromperem um menor.

Os homens ficarão presos até pagarem a fiança de 100 mil dólares americanos (mais de 115 mil euros). A primeira audiência judicial está marcada para esta quarta-feira.

Elementos do núcleo do condado de Clearfield da Sociedade para a Prevenção da Crueldade contra Animais estiveram no local. Juntamente com as autoridades estão a tentar arranjar um alojamento alternativo para os animais violados.

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.