Terapia

O seu cão está stressado? Deixe-o ouvir canções de embalar

O último trabalho do compositor americano Terry Woodford, «Canine Lullabies», promete acalmar cães ansiosos. Temas misturam o som do bater do coração humano com canções de embalar tradicionais
Bichos
canções

O último trabalho do compositor americano Terry Woodford – Canine Lullabies – promete acalmar os cães mais stressados. Cada tema mistura o som do bater do coração humano com canções de embalar tradicionais. De acordo com o jornal The Washington Post, as canções já foram tocadas em abrigos para animais nos Estados Unidos da América, na Grã-Bretanha, na Índia e na Austrália para ajudar a reduzir os níveis de stress nos cães e, consequentemente, o ladrar. O resultado tem sido positivo.

Num e-mail enviado àquele jornal, Lisa Morrisey, treinadora de cães e especialista em comportamento animal, disse que ouviu falar de Canine Lullabies pela primeira vez em 2016, quando pesquisava géneros de música que ajudassem a pacificar os cães que vivem em abrigos.

«Estava à procura de ajuda para acalmar os cães que chegavam com elevados níveis de ansiedade a um ambiente altamente stressante. Descobri que os cães do abrigo acalmavam mais depressa a ouvir Canine Lullabies do que outras músicas calmantes», explicou Lisa Morrisey, que trabalha com abrigos em Pasco County, na Flórida.

 

Canções para acalmar bebés

O projecto Canine Lullabies surgiu por acaso. Terry Woodford, que já trabalhou com grupos como os Supreme, os Temptations e os Commodores, tentava compor canções que ajudassem a acalmar os bebés quando estes chorassem. Às tradicionais músicas de embalar juntou o som do bater do coração humano, o que resultou, tanto nas enfermarias como nas casas onde havia bebés.

«Se estamos num ambiente caótico, somos atraídos pela estrutura e pela ordem. Estas músicas, estas canções de embalar, têm uma estrutura muito simples. Por isso, acho que não só os bebés, mas também os animais são atraídos pela compaixão humana da voz da cantora e pela familiaridade da batida do coração», disse ao jornal The Washington Post.

Canine Lullabies faz parte de um novo subgénero musical desenvolvido para acalmar os cães que vivem em abrigos, como o iCalmpet, e Song for Daisy, escrita pelo o ano passado pelo cantor Gnash para acalmar a cadela Daisy, uma bichon maltês adoptada.

 

Estudo comprova efeitos da música

Um estudo realizado o ano passado por investigadores da Universidade de Glasgow com a colaboração da Sociedade Escocesa para a Prevenção da Crueldade contra Animais concluiu que os cães do abrigado acalmavam mais sempre que ouviam reggae ou rock suave.

Os resultados do estudo foram publicados na revista científica ScienceDirect. Os cientistas quiseram avaliar de que forma os diversos tipos de música afectavam os níveis de stress dos animais. Enquanto as músicas tocavam, mediam ritmo cardíaco e os níveis de cortisol dos cães. Registavam também se o animal ficava deitado ou ladrava enquanto ouvia a música.

Em termos gerais, os cães ficavam menos stressados quando ouviam música do que quando não ouviam – independentemente do género – e mostraram gostar mais de reggae e de rock suave.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.