Alerta

Homem com as pernas e mãos amputadas devido a uma infecção provocada pela saliva de um cão

Greg Manteufel, de 48 anos de idade, foi infectado pela bactéria Capnocytophaga canimorsus, presente na saliva da maioria dos cães e gatos saudáveis. Sintomas aparecem um a oito dias após a exposição
Bichos
saliva
saliva
Greg Manteufel, que é pintor de casas de profissão, é um amante de cães e de motos Harley Davidson (foto: Direitos Reservados)

Greg Manteufel, um americano de 48 anos de idade residente no Milwaukee, viu parte das duas mãos e as pernas amputadas abaixo do joelho, devido a uma infecção provocada pela saliva de um cão. Os sintomas apareceram no final do Junho, mas a situação ainda não está controlada. Apesar das várias intervenções cirúrgicas já realizadas, Greg corre ainda o risco de o nariz ter também que ser amputado.

De acordo com o jornal Washington Post, Greg começou por apresentar febre e vómitos, como se estive engripado. Na manhã seguinte, estava com delírios e com a temperatura corporal ainda mais alta. Foi de imediato encaminhado para o hospital, onde chegou com vários hematomas. «Parecia que alguém lhe tinha batido com um taco de basebol», explicou a mulher, Dawn.

Segundo os médicos, Greg foi vítima de uma infecção provocada pela bactéria Capnocytophaga canimorsus, que existe na saliva da maioria dos cães e dos gatos saudáveis.

 

Longa recuperação

Greg Manteufel é pintor de casas de profissão, um amante de motas Harley Davidson e de cães. A família tem uma cadela, Ellie, mas Greg costumava andar sempre rodeado de outros cães, pelo que não sabem qual deles o poderá ter infectado.

O jornal Daily Mail conta que os médicos ainda tentaram controlar a doença, mas sem sucesso. Uma semana depois de ter sido hospitalizado, foram-lhe amputados os pés e depois as pernas até às rótulas. Três semanas depois, metade das mãos tiveram que ser amputadas também. Greg terá ainda se ser submetido a mais cirurgias, para reconstruir o nariz e retirar os tecidos mortos das extremidades do corpo.

Entretanto, foi criada uma campanha de angariação de fundos para ajudar a família a suportar as despesas hospitalares e os custos de recuperação de Greg. O casal terá que vender a casa onde vive, que não tem condições para acolher Greg na sua actual condição.

 

Bactéria pode causar a morte

A bactéria Capnocytophaga canimorsus pode transmitir-se aos seres humanos através de mordidas, lambidelas ou simplesmente, pelo contacto directo, infiltrando-se na pele mesmo que não haja qualquer corte ou arranhão.

Na maioria dos casos, esta bactéria não constitui qualquer perigo para o Homem. Mas há situações, como na de Greg, em que a bactéria infecta o sangue e pode mesmo causar a morte do doente. Pessoas com problemas de alcoolismo, fumadoras e imunodepressivas são das mais sensíveis à bactéria.

Os sintomas da infecção surgem entre um a oito dias após a exposição, podendo o doente apresentar síndrome gripal, febre, vómitos, diarreias e mialgias.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.