EUA

Abrigo em Atlanta acolhe animais de vítimas de violência doméstica

Organização recorre a famílias de acolhimento temporário que ficam com eles até os donos refazerem as suas vidas. Com a ajuda de treinadores, ajudam os animais a ultrapassarem os traumas
Bichos
cão
cão
Muitas vítimas de violência doméstica não saem da relação com medo do que possa acontecer aos animais (Foto: Pixabay)

Um abrigo em Atlanta, no estado americano da Geórgia, acolhe os animais de estimação das mulheres vítimas de violência doméstica enquanto elas refazem as suas vidas. A organização Ahimsa House (que significa «não violento» em sânscrito) recorre a uma rede de famílias de acolhimento temporário (FAT) para encontrar um lar provisório a esses animais.

«Muitos destes animais têm problemas de comportamento», disse ao sítio da Internet Mother Nature Network Myra Rasnick, directora executiva da Ahimsa House. «Como podem imaginar, um cão que testemunhe muitas vezes situações de abuso sobre os membros da sua família mostra sinais de agressão e de medo».

Com a ajuda de treinadores, a organização ajuda os animais a modificarem esses comportamentos. Contudo, a recuperação total só acontece quando regressam para junto dos donos.

A Ahimsa House foi fundada em 2004 por Emily Christie, que perdeu o seu animal em contexto de violência doméstica. Desde então, a organização trabalha para que os animais e os seus donos refaçam as suas vidas juntos e em segurança. E não falamos apenas de cães e gatos, mas também de aves, porquinhos da Índia, hamsters, furões, ratos, serpentes, tartarugas, iguanas, coelhos e cavalos.

Segundo esta associação, no estado da Geórgia existem vários abrigos para vítimas de violência doméstica, mas muito pouco aceitam animais. Cerca de 71% das vítimas referem que o agressor também ameaçou, agrediu ou matou o animal de estimação da família como forma de aterrorizar os outros membros. Desde a fundação, a Ahimsa House já providenciou cerca de 75.800 noites a animais de estimação de vítimas de violência doméstica.

 

Modelo replicado
Quando foi fundada, a Ahimsa House era a única organização do estado da Georgia que acolhia animais de vítimas de violência doméstica. Desde então, programas similares têm vindo a ser concretizados um pouco por todo o país.

De acordo com o sítio da Internet Mother Nature Network, em Outubro, deverá começar a ser construído em Nova Iorque um abrigo com capacidade para acolher até 100 vítimas de violência e os respectivos animais de estimação. Iniciativas como esta poderão ajudar as próprias vítimas a saírem mais cedo das relações violentas.

«Pensam que se saírem da relação, os seus animais podem ser agredidos», afirmou à CBS News Amy Fitzgerald, da Universidade de Windsor. «É algo que devemos levar muito a sério. Tem colocado muitas pessoas e animais em risco».

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.