Desporto

Não fosse Pickles e a Inglaterra não teria levantado a taça de campeã do Mundial de Futebol de 1966

Troféu foi furtado em Londres no dia 20 de Março, quando estava em exibição no Westminster Central Hall. Pickles, um border collie branco e preto, encontrou-o quando a andava a passear
Bichos
cão
cão
Pickles morreu um ano depois de ter encontrado o troféu enquanto perseguia um gato (Foto: National Football Museum)

No dia 30 de Julho de 1966, a selecção inglesa ganhou à equipa da Alemanha Federal por 4-2 e sagrou-se campeã mundial de futebol no estádio de Wembley, em Londres. Mas não fosse a intervenção do cão Pickles quatro meses antes e o capitão inglês, Bobby Moore, não teria podido erguer a taça de campeão.

A história conta-se em breves palavras. Na manhã de 20 de Março, o troféu Jules Rimet foi furtado quando estava em exibição no Westminster Central Hall e enquanto decorria um serviço religioso numa outra sala do edifício. Apesar de estarem permanentemente dois guardas a vigiá-lo.

A Scotland Yard colocou-se logo em acção. Poucas horas após o assalto, o ladrão contactou a polícia e exigiu o pagamento de 15 mil libras para devolver a taça, recorda o jornal Clarín. O resgate foi aceite. No momento da entrega do dinheiro, as autoridades prenderam o intermediário, mas o troféu não estava na sua posse.

Uma semana depois, Dave Corbett saiu de casa de manhã, como fazia todos os dias, para passear Pickles, o seu border collie branco e preto de cerca de quatro anos de idade. «Ele saiu de casa e dirigiu-se de imediato ao carro do meu vizinho. Não parava de o cheirar e quando lhe coloquei a trela, vi no chão um pacote muito bem embrulhado», contou uns anos mais tarde.

Dave Corbett abriu o pacote e, para seu espanto, viu que se tratava do troféu Jules Rimet. Entregou-o de imediato a esquadra da polícia mais próxima, mas transformou-se no principal suspeito do furto. Depois de ter sido interrogado por inspectores da Scotland Yard, ficou livre das suspeitas e Pickles tornou-se um herói.

Como recompensa, Dave Corbett recebeu uma recompensa de cinco mil libras e comida grátis para Pickles até ao fim da sua vida. Os dois foram ainda convidados para o jantar oferecido pela rainha Elizabeth II depois de a Inglaterra se ter consagrado campeão do Mundial de Futebol de 1966.

Segundo o mesmo jornal, Pickles morreu um ano depois destes acontecimentos enforcado com a própria trela quando perseguia um gato.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.