Peru

Cão espera por donos em aeroporto do Peru durante meio ano

Bumer, como foi baptizado, tem cerca de quatro anos e está muito doente. Na sequência de denúncia do caso nas redes sociais, já arranjou um lar provisório
Bichos
Bumer foi alimentado pelos funcionários do aeroporto e por taxistas, mas está muito doente (Foto: Milagros Salazar/Facebook)

Um cão foi abandonado junto ao terminal de voos nacionais do aeroporto Jorge Chávez, no Peru, há cerca de seis meses e durante todo esse tempo permaneceu no local à espera dos donos. O animal está gravemente doente, mas graças à onda de solidariedade que se gerou depois de o caso ter sido denunciado nas redes sociais na segunda-feira, já conseguiu um lar provisório.

Bumer, como foi baptizado, terá cerca de quatro anos e pesa 18 quilos. Dormiu todo este tempo sobre um pano sujo e era alimentado pelos funcionários do aeroporto e pelos taxistas. No entanto, não era o suficiente. Está muito doente, devido à fome que passou e ao inverno rigoroso que teve que suportar, com temperaturas muito baixas e chuvas fortes.

Segundo Milagros Salazar, que publicitou o caso na sua página de Facebook, o cão “não sai da porta desde há seis meses e não há maneira de o convencer que o faça, mas a rua, o frio e a falta de comida já cobraram a factura”. “O cãozinho está muito doente, puseram-lhe uma caixa de cartão para aliviá-lo do frio, mas roubaram-na”, conta Milagros Salazar.

O animal foi, entretanto, visto por uma médica veterinária. Bumer sofre de eritema canino (uma doença da pele), anemia, tumor venéreo transmissível (neoplasia potencialmente maligna) e possivelmente cinosmose canina (uma doença altamente contagiosa).

Na sequência da denúncia de Milagros Salazar, um casal ofereceu-se para acolher provisoriamente o cão e dar-lhe todos os cuidados médico-veterinários de que precisa.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.