Inglaterra

Gato perdido reencontra o dono 10 anos depois

Mark Salisbury procurou Harry durante mais de um ano, em vão. Mudou de casa várias vezes, mas actualizou sempre a morada que estava associada ao microchip do animal
Bichos
Informação actualizada no microship de Harry foi fundamental para reencontrar o dono (Viovet/Pixabay)

Harry, um gato branco e amarelo que tinha desaparecido há 10 anos da antiga casa do dono em Ipswich, Suffolk (Inglaterra), reencontrou o dono no mês passado, noticiou este sábado a BBC.

O animal apareceu no núcleo de Ipswich da associação Cruz Azul, cujos membros julgaram que o antigo dono, Mark Salisbury, já tinha morrido. Contudo, após terem lido a informação do microchip, perceberam que ele vive actualmente em Gloucestershire.

«Nunca poderia cancelar o microchip», disse Mark Salisbury à BBC, acrescentando que procurou por Harry durante mais de um ano e actualizou sempre a morada que estava associada ao microchip sempre que mudou de casa.

Mark adoptou Harry e um irmão deste numa quinta perto de Great Yarmouth quando tinha 30 e poucos anos de idade. «Ele não apareceu um dia, quando eu chamei os dois para regressarem a casa», recordou. «O irmão, que era muito irrequieto, mudou o comportamento drasticamente. Ficou mais sossegado, deixou de gostar de ir tanto à rua e tornou-se mais apegado», acrescentou.

À BBC, Mark contou que se sentiu «surpreendido» e «muito feliz» ao saber que o gato tinha sido encontrado em Maio.

Harry vive agora com a mãe de Mark, Carolyn Clark, em Gloucester, uma vez que Mark considera que não seria justo juntá-lo novamente ao irmão 10 anos depois.

Susie Winship, da associação Cruz Azul de Suffolk, referiu que um dono reunir-se com o seu animal uma década depois de este ter desaparecido é o período mais longo de que têm conhecimento.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.