Raridade

Rena deu à luz gémeos saudáveis na Escócia

Fenómeno acontece muito poucas vezes nesta espécie. O único caso de sucesso conhecido até agora tinha sido registado na Finlândia em 2010
Bichos
Rena
Mãe e crias estão a receber uma dose reforçada de alimento todo os dias (Foto: The Cairngorm Reindeer Herd)

Lulu, uma rena de 12 anos de idade que vive nas montanhas Cairngorm (Escócia), deu à luz gémeos saudáveis no dia 8 de Maio, um fenómeno muito raro nesta espécie, foi anunciado esta semana. De acordo com The Cairngorm Reindeer Herd, a única entidade detentora de um rebanho livre de renas (Rangifer tarandus) no Reino Unido, o único caso até agora conhecido de gémeos nascidos vivos tinha ocorrido na Finlândia em 2010.

Segundo declarações escritas de um porta-voz desta entidade ao sítio da Internet Mother Nature Network, o nascimento de gémeos em renas é raro porque é importante que a cria atinja um tamanho suficiente que lhe permita sobreviver aos invernos rigorosos. O que pode não acontecer quando nasce duas crias.

Embora Lulu esteja a amamentar os filhotes, todos os dias, os tratadores dão-lhes um biberão de leite de manhã e à noite para garantir que cresçam fortes e saudáveis, uma vez que a mãe não tem leite suficiente para os dois. Também Lulu está a receber uma dose reforçada de alimento.

Os próximos seis meses serão cruciais para as crias. Durante o verão, há o risco de serem mordidas por insectos e de poderem adoecer.

Esta herdade já tinha registado três casos de nascimento de gémeos, mas nenhum com sucesso. Há 30 anos, uma das crias nasceu morta e a outra sobreviveu apenas 12 horas. Em 2008 e 2015, todos os gémeos nasceram sem vida.

A rena é considerada uma espécie vulnerável pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, sigla em inglês). Das 14 subespécies conhecidas, duas extinguiram-se no início do século XX. Estes animais vivem em manadas, que podem atingir os 500 mil membros.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.