Rússia

No Museu Hermitage vive uma colónia de cerca de 70 gatos

O primeiro chegou no século XVIII pelas mão de Pedro, o Grande. Três voluntários cuidam diariamente deles e há uma cozinha onde é preparada a sua comida preferida
Bichos
Gato


No Museu Hermitage, em São Petersburgo (Rússia), vivem actualmente cerca de 70 gatos, entre os quais Aquiles, o oráculo oficial do Mundial de Futebol 2018. O primeiro felino chegou no século XVIII, trazido por Pedro, o Grande, de uma viagem que fez à Holanda.

 

Em 1745, a sua filha, Catarina, a Grande, encomendou um grupo de gatos para controlar a população de ratos que havia no palácio. Os felinos vieram da cidade de Cazã, devido à sua fama de bons caçadores de ratos.

 

Os gatos do Hermitage tornaram-se de tal forma famosos que São Petersburgo lhes dedica o dia 21 de Abril. Nesse dia, é aberta ao público a Sala dos Gatos e são organizadas visitas guiadas ao local. Frequentemente, o Hermitage promove campanhas de adopção. Que levar um gato para casa tem entrada permanente gratuita no museu.

 

Existem três voluntários que diariamente cuidam dos animais durante seis horas, há uma cozinha para lhes preparar a comida (cada um tem os seus gostos próprios) e um pequeno hospital veterinário.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.