Rússia

Aquiles, um gato surdo do Museu Hermitage, vai ser o oráculo oficial do Mundial de Futebol

Felino sucede ao polvo Paulo, o vidente do Mundial de 2010, na África do Sul. Além dos cães-guia, Aquiles será o único animal autorizado a entrar nos estádios
Bichos

Um gato surdo que vive no Museu Hermitage, em São Petersburgo (Rússia), foi o eleito para ser o oráculo oficial do Mundial de Futebol que se realiza neste país entre 14 de Junho e 17 de Julho. Aquiles, assim se chama o felino, foi escolhido por não se distrair facilmente devido à sua surdez, explicou à agência Tass Maria Halttunen, a responsável pela comunidade de gatos que vive no Hermitage.

Aquiles sucede ao polvo Paulo, o vidente do Mundial de Futebol de 2010, que se disputou na África do Sul. Para que Aquiles possa dar o seu palpite, ser-lhe-ão oferecidas duas taças com comida, nas quais estarão também as bandeiras das selecções que vão a jogo. Aquela para a qual o felino se dirigir em primeiro lugar será considerada a sua aposta.

Aquiles pesa 4,7 quilos, é surdo de nascença e vive no Palácio de Inverno. No ano passado, Aquiles foi o oráculo da Taça das Confederações, que se realizou em São Petersburgo, e acertou em três dos quatro resultados (chegou a prever a vitória de Portugal no Grupo A). Devido à sua importante função, terá direito ao «ID fã», uma espécie de passaporte atribuído aos adeptos, e será o único animal a estar presente nos estádios (apenas os cães-guias podem entrar em estádios controlados pela Fifa).

Depois do Mundial de Futebol, Aquiles irá visitar hospitais infantis e centros da terceira idade.

Leia aqui a história dos gatos do Museu Hermitage.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.