Sabia que...?

10 curiosidades sobre os camaleões

Bichos
Camaleão

 

Cerca de metade das espécies de camaleão conhecidas vive em Madagáscar (Foto: Arcaion)

1– Podem mudar de cor em apenas 20 segundos
A característica mais curiosa destes lagartos é a mudança da cor da pele. Na maioria das espécies, de castanho para verde e vice-versa, mas há algumas que assumem uma variedade de cores, como o camaleão arco-íris. Essa alteração pode acontecer em apenas 20 segundos. Nem sempre a mudança de cor ocorre quando o animal se quer camuflar. Quando estão zangados ou querem afastar outros bichos, os camaleões apresentam cores mais escuras. As espécies que vivem no deserto apresentam uma cor cinzento claro quando está calor para arrefecer o corpo e ficam pretos quando a temperatura desce, como forma de absorve o calor.

 

2 – Olham para dois sítios diferentes ao mesmo tempo
Os seus olhos movem-se separadamente num raio de 180º, o que lhes permite focar dois locais diferentes ao mesmo tempo e ter um arco de visão de 360º. As pálpebras superior e inferior estão unidas, existindo apenas uma pequena abertura para que a pupila possa ver. Ao contrário da maioria os répteis, os camaleões têm uma boa visão. Conseguem detectar pequenos insectos a uma distância de entre cinco a 10 metros.

Os camaleões movem os olhos separadamente num raio de 180º (Foto: Umberto Salvagnin)

3 – Têm visão ultravioleta
Os camaleões conseguem ver na luz visível e na ultravioleta. Quando expostos à luz ultravioleta, estes animais tornam-se mais activos, comem mais e a temperatura corporal aumenta. Aumentam também as probabilidades de reprodução, devido ao efeito positivo na glândula pineal (importante nas reproduções sazonais).

 

4 – Ouvem mal
À semelhança das cobras, também estes lagartos não têm o ouvido externo nem o médio, assim como também não possuem o orifício para a orelha nem tímpanos. Apesar disto, conseguem detectar frequências de som na faixa dos 200-600 Hertz.

 

5 – Língua balística pode medir duas vezes o tamanho do corpo
A língua dos camaleões pode medir entre 1,5 a duas vezes o tamanho do seu corpo (não incluindo a cauda). As espécies mais pequenas normalmente têm as línguas proporcionalmente mais compridas do que as espécies maiores. Os camaleões conseguem alcançar a presa com a língua em apenas 0,07 segundos. Em média, a língua move-se 26 vezes por segundo (daí ser conhecida como língua balística). A sua saliva é 400 vezes mais espessa do que a humana.

Em média, a língua do camaleão move-se 26 vezes por segundo, o que lhe permite alcançar a presa em 0,07 segundos (Foto: Pixel Mixer)

6 – Têm «pés chatos»
As patas dos camaleões são únicas em todo o reino animal. A sola é completamente direita (como o pé chato nos humanos) e os dedos esticam para ambos os lados da mesma. Deste modo, conseguem «abraçar» com os dedos os galhos da árvores e os arbustos e caminhar de forma segura.

 

7 – São animais solitários
Os camaleões não são animais muito sociáveis. Na maioria do tempo, fêmeas e machos vivem separados e só se juntam na fase de acasalamento. O período de incubação dos ovos pode durar até um ano. Assim que nascem, as crias de camaleão ficam por sua própria conta e risco.

 

8 – Os machos são extremamente vaidosos
Os machos apresentam geralmente cores muito mais vibrantes do que as fêmeas e têm saliências faciais (cristas, narinas salientes, etc.).

 

9 – Há camaleões de vários tamanhos
A espécie mais pequena é a Brookesia micra, que mede 15 milímetros. A maior é a Furcifer oustaleti, com 68,5 metros de comprimento (incluindo a cauda).

 

10 – Quase metade das espécies vive em Madagáscar
Estão identificadas, até ao momento, 206 espécies de camaleões em todo o mundo, 40% das quais vive em Madagáscar. Também é possível encontrar estes lagartos no sul da Europa (incluindo Portugal), no sudoeste asiático, África, Sri Lanka e EUA (Havai, Califórnia e Flórida). 40% por cento das espécies estão em risco de extinção, devido à destruição do seu habitat natural.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.