EUA

Adolescente lança website para reduzir número de devoluções de cães adoptados em abrigos

Aiden Horwitz, de 13 anos de idade, construiu um questionário que permite aos futuros donos escolherem o cão que melhor se adapta ao seu estilo de vida. Ou a optarem antes por um gato.
Bichos
cão

 

abandono
Muitos cães são devolvidos às associações protectoras por não serem os mais indicados para o estilo de vida de quem os adoptou (Foto: Max Pixel)

Preocupada com o número de devoluções de cães adoptados em abrigos, uma adolescente americana lançou um website onde disponibiliza um questionário que permite aos futuros donos perceberem que tipo de animal melhor se lhes adequa. Aiden Horwitz, de 13 anos de idade e residente em Austin (estado do Texas), considera que a maioria das devoluções se prende com o facto de as famílias escolherem o cão errado (devido ao porte, à personalidade, etc.).

Ao canal de televisão ABC News, Aiden contou que quando tinha cinco anos adoptou um cão, Roscoe, que teve que entregar a outra família porque a mãe era alérgica. «Custou-me muito ter que o dar, mas também não queria devolvê-lo ao abrigo», explicou.

Para evitar que outras famílias passem pela mesma situação, a jovem lançou recentemente o website Dog Do ou Dog Don’t (Cão: sim ou não, em tradução livre), no qual disponibiliza um questionário com 14 perguntas (como o tamanho da casa, se há crianças, quanto tempo ficará o cão sozinho em casa, etc.). Com base nas respostas, são indicados os tipos de cães que melhor se adaptarão à família (ou se é melhor escolherem um gato). Ao lado de cada resposta é colocada uma hiperligação para o website da Austin Pets Alive, uma associação que acolhe animais abandonados e é parceira deste projecto.

Aiden, que actualmente tem três cachorros, gostava que este sistema pudesse ser utilizado por todas as associações protectores do estado. Embora consciente de que o número de adopções pode diminuir, a jovem acredita que o risco de devolução também vai baixar.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.